Jesus ou Barrabás? Qual é a sua escolha?



(Mateus 27:15-17)
Ora, por ocasião da festa, costumava o presidente soltar um preso, escolhendo o povo aquele que quisesse. E tinham então um preso bem conhecido, chamado Barrabás.
Portanto, estando eles reunidos, disse-lhes Pilatos: Qual quereis que vos solte? Barrabás, ou Jesus, chamado Cristo? 


(Mateus 27:21-22)
(...)E, respondendo o presidente, disse-lhes: Qual desses dois quereis vós que eu solte? E eles disseram: Barrabás.
Disse-lhes Pilatos: Que farei então de Jesus, chamado Cristo? Disseram-lhe todos: Seja crucificado 


  O direito de  escolha entre o pecado e a santidade nos foi dado por meio do livre arbítrio concedido por Deus a nós desde o primeiro homem por ele criado, Adão. Porém, a escolha que fazemos gera consequências boas ou ruins, a depender. Mas porquê nós cristãos muitas das vezes escolhemos a morte espiritual? Escolhemos Barrabás, ao invés de Cristo?
  Este momento se dar pela falta da nossa consciência do sofrimento que Jesus passou para nos livrar do que hoje é uma prisão opcional. O pecado é como um penhasco em dia ensolarado, olhando parece bonito, atrativo, jogando-se dele, primeiramente é possível sentir uma sensação de liberdade, que logo é substituída  por um outro sentimento, o de arrependimento por saber que logo depois virá a morte.

(Tiago 1:12-15) 

Feliz é o homem que persevera na provação, porque depois de aprovado receberá a coroa da vida que Deus prometeu aos que o amam.
Quando alguém for tentado, jamais deverá dizer: "Estou sendo tentado por Deus". Pois Deus não pode ser tentado pelo mal, e a ninguém tenta.
Cada um, porém, é tentado pela própria cobiça, sendo por esta arrastado e seduzido.
Então a cobiça, tendo engravidado, dá à luz o pecado; e o pecado, após ter-se consumado, gera a morte.


  Se alimentamos a carne libertamos o "Barrabás" dentro de nós, se alimentos o Espírito, libertamos o que há de melhor em nós, o Espirito Santo de Deus. Todos os dias uma guerra acontece pela nossa alma, e aprender a guardar os nossos corações das coisas imundas desse mundo é dar um passo enorme para viver uma vida de santidade e consequentemente a eterna morada celestial.
  Uma simples decisão de falar a verdade em coisas consideradas pequenas, fugir de fofocas alheias, e escolher ouvir ou assistir aquilo que nos edifica, nos faz preencher as mínimas brechas que dar ao inimigo legalidade para agir em nossas vidas, na maioria das vezes usando da opressão para nos fazer pecar, e logo depois abrir brechas maiores para ele agir novamente, acumulando pecados, converto-os em iniquidade e nos levando a morte de espiritual.
  Quando alimentamos o Espírito ao invés da carne, a nossa alma pelo espirito é dominado, mas se fizermos o inverso a nossa alma será prisioneira da carne. 
A única coisa que nos faz escolher Jesus ao invés de Barrabás em nossas vidas, é alimentar o Espírito Santo através da edificação. Quando deixamos de fazer isso e relaxamos, já escolhemos Barrabás, e mais uma vez renegamos o sacrifício de cruz oferecido por Jesus. Não é apenas dizendo: "Eu sou cristão", que nós nos tornamos, é viver em santidade que realmente nos faz seguidores e imitadores, verdadeiros  de Cristo. 
Porque quem vive a edificação, verdadeiramente vive em Cristo, e com ele está sempre.

Jesus ou Barrabás? Qual é a sua escolha? Jesus ou Barrabás? Qual é a sua escolha? Reviewed by Vinícius Oliveira on 11:09 Rating: 5

Nenhum comentário:

Pergunte, critique, elogie (honras e glórias a Deus). Deus lhe abençoe!

Tecnologia do Blogger.