Amor é Influência


Amor é Influência


Considerações Importantes:
A. Querido Leitor, peço liberdade para escrever o nome de nosso Pai usando a escrita “D´us”. Minha intenção, como servo do Senhor não é ofender nem criticar a irmão algum com isso, também, não é desejo meu incentivá-los a fazer o mesmo; não sou judeu, tão menos ainda um gentio judaizante! Respeito-os meus queridos irmãos, desejando toda sorte de bênçãos espirituais na vida de cada um.
B. Também usei de traduções diversas nesse trabalho, em especial a tradução Judaica do A.T. e do N.T. elaborada por judeus-messiânicos (crentes em Jesus), traduzidas direto do Hebraico e não do Latim ou Grego. Essa tradução estará indicada nos textos usados a partir dela, podendo com toda a certeza serem comparados com as traduções mais comuns e garanto que não haverá desvios nem tão pouco adulteração dos textos sagrados, por nenhum judeu judaizante... Desejo de todo o meu coração que o Eterno abra os nossos entendimentos à Luz da Presença do Espírito Santo em nós derramado pelo sangue do Messias. D´us abençoe Sua Igreja, no nome de Jesus!

A verdade é que quem ama influencia as pessoas ao seu redor... É impossível, segundo a psicologia, permanecermos em um ambiente e não influenciarmos ou sermos influenciados, e na maioria das vezes, as duas coisas ocorrem.
O que podemos dizer dAquele que se tornou o maior influenciador da humanidade? Aquele que sujeitou todas as coisas segundo Sua vontade? E é assim que permanece.
O texto diz: “Àquele cujo poder operante em nós é capaz de fazer muito mais que qualquer coisa que peçamos ou imaginemos...” – Ef.3:20 (Bíblia Judaica Completa). Sabemos que o texto se refere ao Messias de Israel e das nações. Como servos do Altíssimo, temos o desejo de influenciar as pessoas à nossa volta de forma que se arrependam e voltem-se a D´us.
Nesse pequeno estudo, veremos cinco exemplos de pessoas que amavam a D´us, e foram influência em seu tempo, assim como tem eles sido até os dias de hoje. No texto de Efésios, vemos que em nós habita um poder ilimitado em nós, para fazer muito mais, ou, infinitamente mais do que pedimos ou pensamos, e se pedimos a remissão do mundo, temos de influenciar essa geração má. Lembremo-nos de que amar é influenciar, sabendo qual é o maior mandamento, amar ao próximo como a si mesmo. Que tipo de influência tu tens exercido sobre as pessoas à sua volta? Pare e pense um pouco... Pensou? Ok.
Enquanto pensamos, vou apresentar aqui um gesto que tem transformado o homem conforme os séculos passam, a influência desta atitude é tremenda, acompanhe o texto... “Porque D´us tanto amou o mundo que deu seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. Pois D´us enviou o seu Filho ao mundo, não para condenar o mundo, mas para que este fosse salvo por meio dele.” – Jo.3:16-17 (N.V.I.). Quem teve sua vida transformado e continua ter, sabe do peso e do impacto que essa verdade tem sobre nós... Saber que assim como Cristo entregou-se a si mesmo por nós e com isso mudado nossas vidas, também devemos ser agentes de mudança no mundo. Ele veio para salvar o pecador, e condenar o pecado. Quem ama, salva, e não condena... Ouvi a pouco tempo atrás uma frase que dizia assim: “O amor ao próximo é o ódio ao pecado.”, devemos influenciar as pessoas porque, como filhos do Pai, as amamos. D´us é amor, e amar é influenciar. Não há posição neutra nesse mundo e nem no Reino Vindouro, “pois quem não está comigo é contra mim” já dizia Jesus – ou influenciamos as pessoas, ou seremos influenciados por elas e por esse mundo...
Quero mostrar aqui, os cinco exemplos que mencionei que iria mostrar; vejamos o primeiro tipo de amor e suas influencias sobre seus contemporâneos:
1. A influência (Amor) de Enoque (Gn. 5)
Comecemos com uma fórmula simples:
Amor + Admoestação = Influência
Todo servo do Eterno, nascido de novo em Jesus, deve ser testemunha desse amor e buscar a cada dia trazer a Justiça do Pai a este mundo. Como vemos à cima, movidos de amor, buscamos o melhor para o nosso próximo, exortando e admoestando uns aos outros, e também àqueles que gemem aguardando a manifestação dos Filhos de D´us.
Enoque, nascido em aprox. 3139 a.C., eruditos do povo de D´us, dizem que Enoque era o único homem bom daquela geração inteira, e que o próprio Altíssimo o tomou da terra dos viventes para que ele não fosse contaminado pelo pecado. Naquele tempo, D´us estava prestes a exterminar os homens pela sua perversidade. Muitos hoje não concordam com essa explicação, pelo fato de dizerem que ele, Enoque, foi tomado por D´us porque era muito bom e justo, por isso foi tomado.
Porém, onde na Bíblia, isso é provado? Não que ele não fosse um homem temente a D´us, mas, o fato de ser tão bom que não poderia ficar aqui e influenciar a humanidade pelo seu bom testemunho? Não, Enoque foi tomado, porque de fato não influenciou ninguém, e para não ser contaminado, D´us o tomou (opinião própria, com base nos tais eruditos) ...
Pelo contrário, a Bíblia mostra é que quem é muito santo, separado a D´us, fica para inflamar essa geração com o fogo do Espírito Santo! Quem não influencia, é influenciado (talvez D´us realmente soubesse que Enoque seria influenciado...). Enoque amava a D´us, mas ainda assim, não gerou nas pessoas o mesmo sentimento.
2. A influência (Amor) de Nóe (Gn.6; I Pe. 3)
No ano de 2225 a.C., D´us anuncia a Noé, justo em sua geração, que iria destruir o gênero humano por causa da maldade do seu coração. A construção da Arca (uma alusão a Jesus...) seria não só um instrumento de salvação para Noé, sua família e os animais, mas seria também um TESTEMUNHO e uma ferramenta para que a missão de Noé fosse cumprida: anunciar o arrependimento para a humanidade para que o Eterno não a destruísse. Muitos irmãos e irmãs pensam que a Arca de Noé era apenas para sua salvação, de sua casa e animais... Isso não é a verdade! Sabemos desde nossas primeiras aulas na Escola dominical que Cristo é representado pela Arca que salvou aquela família; imagine se a quem o Pai tem salvado e transformado, guardasse apenas para si Cristo e a Sua Verdade...
A Arca era para a evangelização da humanidade; a palavra Evangelho sempre existiu, traduzida no grego como Evanggelion e no hebraico por Bessorá (Is.52:7) ...  Por cento e vinte anos, Noé além de ter construído a Arca deveria também falar da graça e perdão do Pai. As pessoas nesse período passavam pela casa de Noé e viam a Arca. Durante esses cento e vinte anos de trabalho árduo, a Palavra não nos mostra uma única vez Noé intercedendo a D´us pelas pessoas – a preocupação de Noé era com a Obra e não com as pessoas. Noé era sim um homem justo, mas a quem ele santificou por meio de seu Testemunho? Isso não é manchar a Honra de Noé, ele se santificou, mas seu exemplo de amor ficou aquém... Ele foi mais influente que Enoque, porque salvou a si e sua casa, e ficando atrás do próximo exemplo de amor que influencia.
3. A influência (Amor) de Abraão (Gn.22; Hb. 11)
Chamado de “o hebreu” (“há ivri” em hebraico). Ivri significa “aquele que atravessa” – Abraão passou para o outro lado do mundo, rompendo com a maldade e paganismo para atravessar para a Santidade de D´us. Abraão não seria influenciado pelas paixões do mundo, mas passaria a influenciar as pessoas. Ele dedicou usa vida a tornar o D´us único conhecido no mundo. Oferecia suas tendas como pousada para os viajantes, utilizando a oportunidade para falar do D´us Criador (Gn.12:5). Ele também INTERCEDE em prol dos justos e não se agrada com a condenação dos ímpios (Gn.18:23-33). Ele chega a colocar-se em risco por indagar constantemente ao SENHOR... Ló, juiz de Sodoma, ao invés de influenciar, perde o amor por aquelas pessoas e também, como Noé, não salva uma única vida além de sua família. Sabemos que o Senhor não tem prazer na morte do ímpio, antes na sua conversão, talvez, D´us tivesse enviado Ló para lá para edificar aquelas pessoas... Mas, talvez ele tenha dito como muitas vezes nós talvez já tenhamos dito: “Ah! Façam o que quiserem, eu vou servir ao meu D´us! Vou fazer a minha parte...”.
Mas, o amor de Abraão ainda é limitado, pois só o demonstra ao ímpio visando sua conversão. Assim que percebeu que a maldade de Sodoma era além da esperança dele, Abraão cessa de interceder por aquelas pessoas. Preste atenção nisso, Abraão amava apenas baseado no que as pessoas podem vir a ser, e não pelo o que elas são hoje. O tipo de pessoa que diz: “Sou caridoso pois essas pessoas podem vir a ser servas dEle como sou...”.
Quando tu busca converter uma pessoa a D´us visando apenas que ela passe a obedecer, crer, a ser aquilo que tu é e crê, ajudando-a, fazendo o bem e a amando-a para isso – seu amor também é incompleto! Esse é o motivo de abandonarmos o pecador muitas vezes...
Dessa forma, não é amar as pessoas como elas são, mas a uma PROJEÇÃO.
Abraão, o pai de nossa Fé, foi um homem bom, santo e temente a D´us, mas ficou atrás desse próximo exemplo de Amor que beneficia os homens.
4. A influência (Amor) de Moisés
Até aqui, temos visto que o nível de amor, obviamente de influência tem aumentado conforme avançamos... Moisés, demonstra um amor superior ao de seus antepassados, pois considera o povo de Israel como o seu povo, independente de sua condição – ele não os abandona!
Isso não foi compartilhado por ninguém mais antes de Moisés.
- Enoque, era “bom demais” para estar próximo das pessoas;
- Noé, se preocupou só com ele;
- Abraão, se separou dos demais;
- Moisés, permanece com os seus até o fim.
Moisés chega a rejeitar a mesma proposta que foi prometida a Nóe e a Abrão, “farei da tua descendência um povo vasto e forte...”.
Moisés procurou suprir as demandas físicas e espirituais do povo sem jamais exigir algo em benefício próprio. Moisés intercede pelos justos e pelos ímpios – então esse amor que influencia e muitas vezes livrou o povo do pior era perfeito? Não. Ainda há imperfeições nele.
Seu amor e preocupação são exemplares, mas concentram-se exclusivamente a Israel. Moisés não intercede pelas nações ou por seus inimigos... “Não era uma missão universal”. Por mais benéfico que fosse seu amor, ainda assim era incompleto. Mesmo assim, Moisés é um Modelo de Fidelidade a D´us! Ele representa a pessoa que se compadece apenas com os seus.
Veremos agora o Modelo perfeito de Amor (influência) que devemos ter pelas pessoas.
5. A Influência (Amor) de Jesus
Jesus expressa nEle o Amor do Criador pelo mundo, incondicional e sem fronteiras. Que ama não o pecado, mas o pecador. Se entrega e se sacrifica por amor a nós. Mesmo com tantos homens de D´us ao longo de toda a Palavra, nenhum deles se entrega por amor a outras pessoas – inclusive os maus! Um homem que tinha a Cristo no seu coração e alcança tal amor chega a dizer que preferiria se distanciar de Cristo para que pudesse de alguma forma beneficiar os judeus não crentes a crerem em Jesus (Ap. Paulo), veja Romanos cap. 9...
Com quem será que Paulo aprendeu a se entregar assim?
Paulo estava disposto a morrer por aqueles que não conheciam a Cristo (ver Jo.15:13). Esse é o Amor que todos os servos do Senhor devem mostrar. Não amar as pessoas do mundo apenas pelo o que elas podem vir a ser, mas porque devemos mostrar o Amor ao mundo (Gl.2:20).
Eu costumo dizer: “O mundo só conhece o Amor de Cristo porque nós o conhecemos. Ele só se entrega pelo mundo porque Ele se entregou por nós e nós pelos outros.” Ou seja, devemos dar o mesmo exemplo que Cristo deu e nos ensina a cada dia...
Cristo:
- Odeia o pecado, mas ama o pecador e por ele se entrega;
- Ama aos inimigos e também se entrega por eles;
- Por amor ao Pai e a nós, deixou a Sua Glória e Majestade para morrer pelos nossos pecados como homem. O Rei da Glória fez-se maldição por pecadores como eu e você! Fp. 2:4-11.
- Tem poder de mudar a nossa natureza para que possamos amar ao próximo como Ele nos amou (I Jo. 4:11,21).
Quem se importa Exorta, Admoesta! Nós não teremos nosso nome no livro da vida pela nossa teologia, mas pelo nosso amor a D´us e ao próximo! Não se esforce apenas para ser sábio no saber, no falar e no escrever, esforça-te para ser sábio no fazer! Na prática! No Amor!

Oro para que o Senhor nos faça cada vez mais Sábios em Sua Graça e Verdade, Justiça e Amor.
Que o Eterno abençoe a todos vocês. Beijo no coração!


Escrito por Leandro C. da Veiga, 24 anos, natural de Pelotas R.S., congrega na Igreja Batista Ebenézer em Pelotas. Atualmente é Coordenador da Escola de Princípios em sua Igreja.
Agradecendo primeiramente a D´us pela Honra de estar compartilhando da Palavra do Senhor com todos os irmãos, assim como a irmã Kátia Pereira pela oportunidade de estar participando da postagem deste material. A Glória e Honra ao Nome que está sobre todo o nome, Jesus, nosso Senhor! Amém.

Amor é Influência Amor é Influência Reviewed by Leandro Veiga on 08:44 Rating: 5

2 comentários:

Pergunte, critique, elogie (honras e glórias a Deus). Deus lhe abençoe!

Tecnologia do Blogger.