Uma breve observação sobre o Natal.



Já faz dois anos que, não comemoro esta data, por motivos que logo serão citados abaixo, antes desejo informar que não tenho autoridade para julgar e/ou condenar ninguém que comemore a esta festa que denomina-se Natal.
Meus motivos são; esta data não é a data em que Cristo nasceu, não há base teológica, histórica ou nenhuma outra informação que a torne a real data do nosso Senhor Jesus. Esta data foi imposta pela igreja católica, na mesma época na qual a mesma estava sendo influenciada pelo governo de Roma. Esta data condiz com vários "aniversários" de deuses pagãos sendo alguns deles mitra (da Pérsia 200 a.C) horus (Egito 3000 a.C) herácles (Grécia 500 a.C) dentre outros no total 11 (fora o de Jesus) que dá 12.
No entanto, sabemos que o próprio Deus fez a Terra em 7 dias (ps. ela já existia, porém era "vazia e sem forma") de acordo com a Bíblia Sagrada (ps. Deus é o criador de tudo o que existe). Muitos anos depois o reinado babilônico 2500 anos a.C  organizou um calendário no que, a semana seria dividido também em 7 dias, mas, eles não apenas fizeram isso, a cada dia da semana eles deram a um deus pagão. Isso só foi mudar graças a Martinho de Dume, onde mudou os dias dos nomes pagãos para os nomes que conhecemos hoje que são Segunda- feira, terça-feira etc.

Vamos a Bíblia?


O que come não despreze o que não come; e o que não come, não julgue o que come; porque Deus o recebeu por seu. Quem és tu, que julgas o servo alheio? Para seu próprio senhor ele está em pé ou cai. Mas estará firme, porque poderoso é Deus para o firmar. Um faz diferença entre dia e dia, mas outro julga iguais todos os dias. Cada um esteja inteiramente seguro em sua própria mente. Aquele que faz caso do dia, para o Senhor o faz e o que não faz caso do dia para o Senhor o não faz. O que come, para o Senhor come, porque dá graças a Deus; e o que não come, para o Senhor não come, e dá graças a Deus.

 Romanos 14:3-6


O que quero frisar aqui é; sim eu não comemoro por seguir uma ordem politicamente correta em relação a Bíblia, a história etc. E também porque penso que a igreja católica sabia que esta data 25 de Dezembro era uma data especificamente dada a mais de 10 deuses pagãos, sejamos sinceros ela com certeza sabia. Porém, Deus fez todos os dias, todos os dias são dEle, segundo a Bíblia a Terra tem mais de 6.000 anos. O que houve foi uma influência satânica para promover o paganismo nos dias em que o SENHOR fez, mas isso não muda os fatos de que todos os dias pertence ao SENHOR. Eu realmente me alegro quando vejo um cristão comemorando o natal verdadeiro, não porque foi apenas imposto aquele dia, e sim porque o sentimento do nascimento do Salvador do mundo está impregnado na verdadeira essência, está profundamente alegre por causa de Jesus Cristo, este é o verdadeiro espírito natalino, uma profunda reflexão,  respeito, uma consciência totalmente ligada a Jesus.
Não estou sendo talvez tolerante para com aqueles que comemoram. Estou tendo uma raciocínio diferente, uma visão diferente das demais pessoas que também não comemoram mas que diferente de mim, condenam, e julgam.  Todos os dias foram feitos por Ele, e todos os dias são para Ele.


Feito por: Kátia Pereira, dona do Blog Evangélico, cristã protestante, 20 anos.
Uma breve observação sobre o Natal. Uma breve observação sobre o Natal. Reviewed by Katia Pereira on 10:50 Rating: 5

2 comentários:

  1. Concordo. Não há fundamentação bíblica sobre o nascimento do nosso salvador Jesus Cristo em 25 de dezembro. Mas independente da data, o que devemos sempre reconhecer é que independente da data, EXISTE UM SALVADOR DO MUNDO. Independente dELE ter nascido entre 1 de janeiro ou 31 de dezembro, EXISTE UM SALVADOR QUE NOS PERDOA, SALVA, LIBERTA E RESTITUI.

    Que a paz do Senhor Jesus Cristo esteja convosco até a consumação dos dias!

    ResponderExcluir
  2. Jesus veio como um bebê para os pequenos e como um filho de um carpinteiro para os pobres

    ResponderExcluir

Pergunte, critique, elogie (honras e glórias a Deus). Deus lhe abençoe!

Tecnologia do Blogger.